Ambiente de desenvolvimento

Se você seguir o repositório GitHub https://github.com/ThingEngineer/ReactorForge clicando em [Watch]você pode ter notado o trabalho no firmware. Comecei a criar o novo ambiente de desenvolvimento. Indo para a frente, eu não quero lidar com a mudança para o Windows para trabalhar no AVR Studio. Eu nunca gostei desse ambiente de qualquer maneira. Eu tinha falado sobre possivelmente movendo tudo para o ambiente Arduino por causa de sua popularidade, no entanto, que tem seu próprio conjunto de questões. Para começar, o apoio para a família de chips AT90PWM não está lá, e eu não quero gastar o tempo para adicioná-lo. E tem isso:

https://Atom.Io + https://Atom.Io/Packages/platomformio = fricking awesome

Iniciando o ambiente de desenvolvimento

Arduino é uma grande plataforma de prototipagem e IDE para começar a se você nunca trabalhou com microcontroladores. Como um novato, ele pode começar a construir projetos mais rápido do que qualquer outra plataforma lá fora. Mas, eventualmente, as características que tornam conveniente e fácil de usar pode segurá-lo de volta. Faltam muitas características que fazem o código de escrita mais rápido, mais fácil, e tornaram-se completamente padrão em editores de texto modernos. Há também pedaços de código que são inseridos em seu código que podem causar alguns problemas de coçar a cabeça.

Indo além Arduino

O próximo passo lógico é deixar o Arduino IDE para trás. Fazemos isso trabalhando em um ambiente de desenvolvimento mais cheio de recursos. Atom + PlatformIO é o meu novo favorito open source multi-plataforma IDE. Ele ainda vem com a estrutura Arduino, entre outros. Que permite testar a unidade com uma estrutura de código que você está familiarizado. Quando você estiver pronto, você pode remover as rodas de treinamento e ir completo C++ nativo. Há muito mais que eu poderia vangloriar-se com ambas estas ferramentas. Mas eu vou deixar você descobrir a grandiosidade você mesmo!

Ambiente de desenvolvimento

Próximos passos

O que vem a seguir? Vou começar a portar as bibliotecas usadas no projeto existente. Em seguida, o código principal, e começar a reescrever, otimização, etc A foto acima é um equipamento de teste que eu usei para configurar o novo IDE. Vou continuar a usá-lo durante todo o processo de portação. Uma vez que o código é estável em seu novo ambiente, eu vou mudar para o ReactorForge!

Eu também tinha planejado usar esta configuração para demo e explicar o básico por trás do software AT90PMW PLL setup. Eu vou chegar a isso, mas por agora, ele está de volta ao trabalho no novo ambiente de desenvolvimento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *